ACESSO RESTRITO

ANIVERSARIANTES

  • 13/11 - ANTONIO SERGIO CORDEIRO PIEDADE

  • 13/11 - AURELIO RENE ARRAIS

  • 14/11 - INES AMELIA NIGRO

  • 16/11 - WILSON PEDRO PLAVIAK

  • 17/11 - ERZILA DE ALMEIDA PERRI

  • 19/11 - VALÉRIA PERASSOLI BERTHOLDI

A | A

Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 15h:29

ÁGUA PARA O FUTURO

Aplicativo do MPE identifica sete novas nascentes em Cuiabá em menos de um mês


MP-MT

Usuários do aplicativo do projeto “Água para o Futuro”, lançado há menos de um mês pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, já comunicaram a existência de sete novas nascentes em Cuiabá. As fotografias, que foram enviadas por pessoas da comunidade com a utilização de smartphones, serão o ponto de partida para a equipe técnica iniciar o trabalho de monitoramento e comprovação das novas fontes de água.

De acordo com o promotor de Justiça Gerson Barbosa, idealizador e coordenador do projeto, as possíveis nascentes estão localizadas nos bairros  Despraiado, Bela Vista, CPA II, Consil e na região do CPA III. “Há fortes indícios de que, em duas situações, pelo menos, as imagens enviadas pelo aplicativo são mesmos de nascentes. A nossa equipe esteve nos locais citados e verificou surgência natural de água e características geológicas propícias. Além disso, foi constatado curso de água e inexistência de escoamento superficial de água pluvial”, explicou o promotor de Justiça.

Apesar das evidências, o coordenador do projeto explica que é necessária a realização de  vistoria em campo após o período de chuvas.  O monitoramento deverá se estender por aproximadamente um ano, já que várias questões técnicas deverão ser consideradas. “Mesmo antes da confirmação final, as nascentes comunicadas já serão monitoradas, inclusive por drones, buscando a sua preservação.  Se demorássemos um pouco mais, talvez isso não seria possível”, afirmou.

Até o momento, conforme o promotor de Justiça, a base de dados do projeto Água para o Futuro reúne 131 nascentes, sendo que 78 já foram confirmadas. “Apesar de existir uma grande quantidade de nascentes em Cuiabá, parte delas foi ou está sendo degradada pela ação do homem”, ressaltou.

APLICATIVO: Para ter acesso, o usuário deve utilizar o APP do smartphone e, na sequência, pesquisar projeto Água Para o Futuro e fazer o download do aplicativo. O objetivo do APP é identificar, monitorar, recuperar e preservar as nascentes urbanas.

No aplicativo, o usuário pode localizar as nascentes urbanas de Cuiabá; enviar novas nascentes ainda não mapeadas; participar do monitoramento das nascentes conhecidas enviando mensagens diretamente para o projeto Água para o Futuro; e obter mais informações sobre o projeto.

HISTÓRICO: O “Água Para o Futuro” foi idealizado há um ano e meio a partir de uma pesquisa feita pela concessionária dos serviços de água e esgoto de Cuiabá a pedido do Ministério Público Estadual, e de estudos realizados pela Universidade Federal de Mato Grosso. A iniciativa conta também com a parceria do Instituto Ação Verde.

O objetivo do MPE e dos parceiros no projeto é garantir o abastecimento de água para a atual  e futuras gerações, além de ajudar a salvar as áreas de preservação permanente e as nascentes.

PESQUISA: Além da identificação e monitoramento das nascentes, o projeto “Água para o Futuro” também prevê a realização de pesquisa para identificação e delimitação da zona de segurança hídrica do município de Cuiabá. A proposta é identificar, classificar e mapear áreas sujeitas a restrição de uso, com vistas à proteção dos recursos hídricos com a criação de zonas de interesse hídrico, conforme a Lei Complementar Municipal 389/2015.

Acesse a página do "Água para o Futuro"

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia