A | A

Quarta-Feira, 31 de Janeiro de 2018, 10h:05

Mobilização em defesa da Magistratura e do Ministério Público reunirá centenas de representantes em Brasília

Presidente da AMMP, Roberto Turin estará presente na reunião e no Ato do dia 1º

Conselho deliberativo_3101

Será entregue carta aberta à ministra Cármen Lúcia, com cerca de 18 mil assinaturas de membros das duas carreiras

A fim de alertar a população, a comunidade jurídica e os parlamentares para os riscos das propostas legislativas que visam o enfraquecimento do Poder Judiciário, centenas de magistrados e membros do Ministério Público farão uma grande mobilização nesta quinta-feira (01), contra a reforma da Previdência (PEC 287/16) e pela valorização e independência dessas carreiras. A iniciativa é da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas) e ocorre na mesma data da abertura do Ano Judiciário de 2018.

A mobilização, em Brasília, está marcada para às 14h e terá início no Supremo Tribunal Federal, quando as entidades entregarão documento com os pleitos das duas carreiras à presidente da Casa, ministra Cármen Lúcia. Na sequência, os participantes seguirão até a Câmara dos Deputados, onde haverá discursos dos presidentes das associações e de parlamentares.

Segundo o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e coordenador da Frentas, Roberto Veloso, há uma campanha contra a magistratura e o Ministério Público. "Essa mobilização é um importante marco na defesa da Magistratura e do Ministério Público e pretende revelar as graves consequências da PEC 287/16 (Reforma da Previdência) e de vários projetos de lei que ameaçam a independência dessas carreiras. Vale lembrar que serão consequências sentidas não só por juízes, procuradores e promotores, mas por toda a população”, destaca Veloso.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia